Pertences Devolvidos

Desempregado acha R$ 450 e entrega a dono após divulgar na web em RR

Um morador de Roraima deu um exemplo de honestidade após encontrar uma carteira com R$ 450 e documentos em uma rua do bairro São Francisco, zona Norte de Boa Vista. Jacy Neto, de 23 anos, está desempregado há 10 dias e, diante da situação, não pensou duas vezes: devolveu tudo ao dono após conseguir encontrá-lo através de uma rede social.

Desempregado acha R$ 450 e entrega a dono após divulgar na web em RR

Jacy conta que estava indo deixar a namorada em casa na tarde de sexta-feira (2), quando passou pelo bairro e viu uma carteira jogada no asfalto.

“Parei o carro e desci para ver o que era. Ao me aproximar, encontrei o dinheiro espalhado, uma CNH [Carteira Nacional de Habilitação] e o documento de uma moto. Então, juntei tudo e na hora em que vi a carteira, eu falei: tenho que devolver”, narra.

Em seguida, Jacy começou a procurar no Facebook pelo proprietário da carteiria. Como não o encontrou na rede social, ele resolveu postar em um grupo que havia encontrado documentos e dinheiro de Raimundo Bahia de Aguiar Neto. Logo depois, algumas pessoas chegaram a enviar mensagens dizendo que eram parentes dele.

“Uma mulher chegou a me dizer que era a mãe de Raimundo. Fui checar o perfil dela e vi que não tinha como ser, pois ela tem apenas 19 anos. Pouco depois, recebi ligações de mulheres que eram realmente irmãs dele, até que o próprio Raimundo ligou”, diz.

O jovem é arquivista e disse que perdeu a carteira porque o bolso da calça que ele usava no dia estava furado.

“A carteira caiu do meu bolso, enquanto eu pilotava a moto por volta das 18h de sexta. Ainda procurei por ela e refiz todo o caminho que tinha percorrido, mas não a achei mais”, afirma, acrescentando que os R$ 450 seriam usados para pagar contas.

O arquivista conta que já estava indo à delegacia para registrar um boletim de ocorrência, quando recebeu a ligação de familiares e amigos avisando que uma pessoa havia encontrado a carteira e colocado tudo no Facebook.

“Então, entrei em contato com Jacy e ele me fez algumas perguntas para ter certeza de que eu realmente era o dono das coisas. Depois disso, ele perguntou onde eu morava e foi à minha casa para entregar a carteira, os documentos e os R$ 450. Fiquei surpreso”, conta.

Ao encontrar Jacy, Raimundo diz que ainda ofereceu R$ 100 como recompensa pela atitude do desempregado. “Tentei dar dinheiro como agradecimento pelo que tinha feito, mas ele não aceitou nada. Então, apertamos as mãos e eu agradeci novamente por ele ter feito isso. Eu acredito que ações como essa são muito difíceis hoje em dia”, diz.

Questionado sobre o que o motivou a devolver a carteira, Jacy, que é técnico em informática, responde: “O dinheiro era do Raimundo, não meu”. Para ele, ‘o destino, a sorte ou acaso o fizeram passar pela rua onde estava a carteira’. “Então, não fazia sentido eu aceitar a recompensa. Aquilo [dinheiro] não era meu”, explica.

 

Fonte: G1

Mauricio de Menezes
Idealizador, cofundador, diretor de arte, desenvolvedor e administrador do Perdi o Meu.
https://perdiomeu.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *